Keywords

colonialismo, pós-colonialismo, Moçambique, espaço, história, memória

Abstract

Esta investigação pretende analisar uma comunidade do sul de Moçambique e as suas estruturas comunitárias e espaciais.
As cartografias territoriais e sociais desenvolvidas pelo projecto colonial português marcaram fortemente a construção do presente contexto pós-colonial em Moçambique, tributário de categorias operatórias fortemente dicotómicas.
Uma prévia investigação etnográfica junto desta comunidade permitiu observar a sua notória resiliência face a lógicas classificatórias impostas, sugerindo o questionamento das especificidades do ‘encontro colonial’ e a complexidade da reconstrução identitária pós-colonial, trazido pelos Estudos Pós-coloniais. A profunda codificação social do espaço possibilita a análise do modo como uma comunidade do sul de Moçambique integrou nas suas dinâmicas culturais as alterações espaciais e simbólicas apostas à sua anterior cartografia.
A centralidade na pesquisa etnográfica pretende colmatar a sua escassa visibilidade no âmbito dos estudos pós-coloniais e interrogar a pertinência das suas ferramentas analíticas. Sendo tributários dos Subaltern Studies, este projecto pretende dar evidência a realidades sociais que têm sido maioritariamente ausentes do panorama académico sobre Moçambique.