A linha América Latina está centrada nas relações políticas e económicas com os restantes continentes e nas dinâmicas políticas próprias da região, desde a integração regional, até à realização de actos eleitorais nos diversos países. Práticas culturais, níveis de integridade e de corrupção, violência e mercados ilegais serão outras das áreas em foco. Esta linha está atenta ao impacto da globalização nas sociedades locais, desde a urbanização e o papel das cidades portuárias à emergência de novos movimentos de economia solidária.