Apresentação

O CEI-IUL define como objetivo fundamental o desenvolvimento de investigação aprofundada e de referência sobre temas que se enquadrem dentro dos seus grupos de investigação: instituições, governação e relações internacionais; desafios societais e do desenvolvimento; economia e globalização. A investigação incide sobre 4 áreas regionais definidas como prioritárias: África, Europa & Relações Transatlânticas, Ásia & Médio Oriente, América Latina & Caribe. Dentro desta matriz programática, o CEI-IUL tem alargado a sua equipa, aumentado a quantidade e a qualidade das suas publicações, bem como de projetos financiados nacional e internacionalmente, apostado na internacionalização através da pertença a redes internacionais de referência, mantendo a ligação entre a investigação e o ensino, reforçado a articulação com a sociedade civil, seguindo as políticas de acesso aberto e de disseminação e transferência de conhecimento produzido.

Na linha África, em que o CEI-IUL constitui um centro de referência internacional, um primeiro eixo de investigação incide sobre política, instituições e relações internacionais, dando atenção a processos de organização dos Estados e ao funcionamento das instituições. O segundo eixo debruça-se sobre ecologia e desafios do desenvolvimento, com atenção especial à segurança ambiental e às alterações climáticas, mas também à mobilidade e às migrações forçadas. Os investigadores abordam igualmente os temas da cidadania, dos ativismos e dos direitos humanos.

A linha Europa e Relações Transatlânticas debruça-se sobre o papel da UE enquanto ator global, o projeto de integração europeia e a política comum de segurança e de defesa. Presta atenção às relações transatlânticas e aos desafios que se lhe colocam, à política externa dos EUA e ao papel de instituições multilaterais, como a NATO. Mantém ainda a sua atenção aos conflitos internacionais, às questões da paz e da guerra e aos principais desafios à segurança nas relações internacionais.

A linha América Latina está centrada nas relações políticas e económicas com os restantes continentes e nas dinâmicas políticas próprias da região, desde a integração regional, até à realização de actos eleitorais nos diversos países. Práticas culturais, níveis de integridade e de corrupção, violência e mercados ilegais são outras das áreas em foco. Esta linha está atenta ao impacto da globalização nas sociedades locais, desde a urbanização e o papel das cidades portuárias à emergência de novos movimentos de economia solidária.

O grupo Ásia e MONA estrutura a sua investigação em torno de 3 eixos: mobilidade, identidade e religião, debruça-se sobre os processos de migração forçada, a questão dos refugiados e os conflitos violentos que percorrem a região MONA, mas também sobre a emergência da China enquanto potência global. A investigação aborda a questão da identidade sob diversos prismas, incluindo identidades de género, étnicas e nacionais.

Áreas Científicas

As áreas científicas específicas em que o CEI-IUL desenvolve a sua investigação, reconhecidas pelo Conselho Científico do ISCTE-IUL, são Estudos Internacionais e Estudos Africanos. O CEI-IUL realiza investigação multidisciplinar em Ciências Sociais, pelo que para além das áreas específicas inclui também a Estudos de Desenvolvimento, Relações Internacionais, Antropologia, Sociologia, História, Ciência Política, Economia Política e Gestão Geral.

Objetivos

O CEI-IUL, enquanto unidade de investigação de excelência, tem por objetivos principais:

  • Realizar investigação académica no domínio das Ciências Sociais, Relações Internacionais, Estudos de Desenvolvimento, Economia e Gestão, com prioridade para temas e áreas relevantes para os estudos internacionais.
  • Produzir propostas de ensino e investigação a desenvolver no ISCTE-IUL, reforçando a sua vertente de internacionalização e apoiando-se nas numerosas redes de colaboração estabelecidas com universidades em Africa, América Latina, India, China, EUA, além das redes europeias.
  • Apoiar o ensino nos programas de Mestrado e Doutoramento já existentes no ISCTE-IUL com os quais os seus membros colaboram, nomeadamente o Mestrado e Doutoramento em Estudos Africanos, o Mestrado em Estudos de Desenvolvimento, o Mestrado e Doutoramento em Ciência Política, o Doutoramento em História, Defesa e Relações Internacionais.
  • Promover a inserção nas principais redes de investigação internacionais.

Dada a sua natureza complementar de centro de investigação empenhado na análise e reforço dos vetores de internacionalização, é igualmente objetivo do CEI-IUL:

  • Intervir no debate informado de temas internacionais, nomeadamente dos temas determinantes no processo de inserção de Portugal e das instituições e empresas portuguesas nas esferas europeia e internacional.
  • Divulgar a informação através de atividades públicas, debates, publicações dirigidos ao público em geral.

Organização

O CEI-IUL organiza-se numa base matricial, constituída por linhas regionais (África, Ásia, Europa e Relações Transatlânticas) e grupos de investigação: Instituições, Governação e Relações Internacionais, Desafios Societais e do Desenvolvimento e Economia e Globalização.