«Denunciar ou não denunciar: vantagens e perigos em reportar irregularidades no desporto» é o tema do evento que decorre a 28 de março no ISCTE-IUL, organizado pelo Centro de Estudos Internacionais do ISCTE-IUL, em parceria com o Comité Olímpico de Portugal. Contará com oradores convidados de relevo a nível internacional, como é o caso da Olympic Movement Unit on the Prevention of the Manipulation of Competitions do Comité Olímpico Internacional, e da Tennis Integrity Unit da Federação Internacional de Ténis, assim como a nível nacional, com a presença da Federação Portuguesa de Futebol, a Polícia Judiciária, entre outros. A iniciativa enquadra-se num projeto coordenado pelo Centro de Estudos Internacionais do ISCTE-IUL.

Após a realização de um estudo conduzido pelo Centro de Estudos Internacionais, serão amanhã apresentados os resultados sobre a manipulação de resultados no desporto. O estudo conclui que a denúncia é perigosa e pode afetar a carreira desportiva dos atletas. Atualmente, a nível europeu, tem-se procurado incrementar a criação de canais e plataformas de denúncia, protegidas e anónimas, mas ainda não há consciência da sua utilidade. A falta de conhecimento sobre a existência de sistemas de denúncia, e a falta de confiança nos mesmos, promovem o chamado código de silêncio interno no desporto. Há por isso necessidade de melhorar a protecção de denunciantes e os mecanismos de denúncia.

Mais informação e inscrição aqui.

 

Temas: , ,