Neste livro descrevem-se as principais estratégias de desenvolvimento que os governos da República de Cabo Verde adoptaram a partir da sua independência em 1975. Apresentam-se, também, as dinâmicas dos principais actores económicos nacionais, o papel do investimento directo internacional, os principais desafios e indicadores de progresso económico-social. A sua abordagem faz-se em dois períodos históricos distintos: de 1975 até 1990, em que o processo político interno foi conduzido pelo PAIGC/PAICV; a partir de 1991 quando se institucionaliza a democracia se dá maior abertura à regulação dos mercados e se incentiva a iniciativa de investigadores privados nacionais e internacionais. Neste período, em que interagem as influências externas com as dinâmicas sociais locais, identificam-se as grandes tendências globais do investimento internacional no Mundo e em Cabo Verde. É nesta moldura que se analisa a importância do investimento directo português nos finais dos anos 90 e início do século XXI e a sua relevência para o desenvolvimnto deste País.

Este trabalho inclui, também, na primeira parte uma abordagem teórica obre as problemáticas do desenvolvimento, do investimento internacional e a reflexão e discussão sobre o desenvolvimento em pequenos estados insulares.

Índice

Desenvolvimento e investimento directo estrangeiro em Cabo Verde: contributo português

Parte I – Desenvolvimento, investimento e pequenos estados insulares

1. Alguns contributos da história do pensamento económico inicial para o estudo do desenvolvimento e principais modelos de crescimento
2. Debates sobre o desenvolvimento entre os finais da II Guerra Mundial e a actualidade
3. Investimento e desenvolvimento
4. Desenvolvimento nos pequenos estados insulares
5. As lógicas do Investimento directo Estrangeiro

Parte II – Desenvolvimento em Cabo Verde e Investimento directo de origem portuguesa

6. Economia e estratégias de desenvolvimento em Cabo Verde
7. Investimento privado, integração na economia mundial e desenvolvimento em Cabo Verde