Qualificações Académicas

Doutoramento em História Moderna e Contemporânea, 2008 –  ISCTE-IUL, Lisboa, Portugal.
Licenciatura em Ciências Políticas, em 2000 – Università degli Studi di Padova, Padova, Itália.

Resumo Biográfico

Riccardo Marchi é investigador de pós-doutoramento no Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa (CEI-IUL) com um projecto sobre contra-subversão em Portugal durante a Guerra Fria em perspectiva comparada. As suas áreas de investigação são o radicalismo de direita (pensamento político, partidos e movimentos) e as relações entre Estados e organizações radicais na Europa contemporânea. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian (2015) para a publicação de um livro sobre direita radical portuguesa na transição à democracia. Começou a sua carreira académica no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa (ICS-UL) sobre os temas das direitas radicais no fim do Estado Novo e na democracia portuguesa em perspectiva comparada (2008-2014). Nesse âmbito foi investigador visitante na Universidade Pablo de Olavide de Sevilha (Espanha, 2007) e na Universidade da California, Berkeley (Estados Unidos, 2008). Lecionou a cadeira de Metodologia da Investigação nos cursos de licenciatura e mestrado da Universidade Europeia (Portugal, 2010-2014). Participou no projecto internacional Internationalisation des droites radicales Europe/Amériques (IDREA), coordenado por Professor Olivier Dard, Universidade de Metz (França, 2012-2015) e desde 2014 integra a rede internacional de investigação “Direitas, História e Memória”.

Publicações Salientes

Marche, Riccardo (2015). “La défense de l’Occident: la dernière tranchée pour l’extrême-droite européenne”, in Olivier Dard (org.), Références e thèmes des droites radicales au XXᴱ Siècle (Europe/Amérique) (pp.273-301). Bern : Peter Lang.

Marchi, Riccardo (ed.) (2014). Ideias e percursos das direitas portuguesasAs Raízes profundas não gelam? Alfragide: Leya/Texto.

Riccardo, Marchi (2012). “The Portuguese Radical Right in the Democratic Period”. In Andrea Mammone, Emmanuel Godin, Brian Jenkins (eds.), Mapping the Extreme Right in Contemporary Europe. (pp.95-108). Londres e New York: Rutledge.

March, Riccardo (2010). “At the roots of the new right-wing extremism in Portugal: the National Action Movement (1985-1991)”. Totalitarian Movements and Political Religions, 11(1): 47-66.

Marcha, Riccardo (2009). Império Nação Revolução. As direitas radicais no fim do Estado Novo (1959-1974). Alfragide: Leya/Texto.

Publicações

Marchi, R. (2016) "Radicalismo na política: reflexões com António Costa Pinto e André Freire (Entrevista)", Oficina do Historiador, 9 (1), 228-236.

Marchi, R. (2016) As direitas na democracia portuguesa: Origens, Percursos, Mudanças e Novos Desafios, Alfragide: Leya.

Marchi, R. (2016) "A reacção intelectual anti-republicana como berço da extrema-direita estudantil do segundo pós-guerra", In Diogo Gaspar (dir.) Outras Vozes na República 1910-1926. Atas do Congresso Nacional de História e Ciência Política, pp. 744-754.

Marchi, R., Olivier Dard (org.) (2016) "La réutilisation de symboles, références et actions par les groupes identitaires portugais", Organisations, mouvements et partis des droites radicales au XXe siècle (Europe–Amériques), (pp. 153-176). Bern: Peter Lang.

Marchi, R. (2016) "À direita da direita. O desafio da extrema-direita à democracia portuguesa", In As direitas na democracia portuguesa: Origens, Percursos, Mudanças e Novos Desafios Riccardo Marchi (coord.), (pp. 219-249). Alfragide: Leya.

Marchi, R. (2016) "The Nouvelle Droite in Portugal: a new strategy for the Portuguese radical right – between the authoritarian regime and the transition to democracy", Patterns of Prejudice, 50 (3), 232-252.

Marchi, R. (2016) "L’accusa di revisionismo storico in Portogallo a 40 anni dal 25 Aprile", Ricerche Storiche, 46 (1), 21-30.

Marchi, R. (2015) "A identidade de Portugal no discurso da direita radical: do multirracialismo ao etnonacionalismo", Estudos Ibero-Americanos, 41(2), 425-445.

Marchi, R. (2015) "La défense de l’Occident: la dernière tranchée pour l’extrême-droite européenne”", In Olivier Dard (org.) Réferénces e thèmes des droites radicales au XXᴱ Siècle (Europe/Amérique), (pp. 273-301) Bern: Peter Lang.

Marchi, R., José Pedro Zúquete "The other side of protest music: the extreme-right and skinhead culture in democratic Portugal (1974-2015)", JOMEC Journal, 9, pp. 46-70.