Qualificações Académicas

Agregação em Ciências Sociais/Relações Internacionais, 2014 – ISCSP, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Doutoramento em Ciências Sociais/Relações Internacionais , 2007 – ISCSP, Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, Portugal.

MScEcon International Politicas, 2000 – University of Wales, Aberystwyth, Reino Unido.

Mestrado em Relações Internacionais/Estudos Europeus , 1997 – ISCSP, Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Licenciatura em Relações Internacionais, 1993 – ISCSP, Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Resumo Biográfico

Marcos Farias Ferreira é docente universitário na área de Relações Internacionais desde 1993. Dirigiu um projeto de investigação financiado pela FCT na área da Segurança Humana, entre 2010 e 2013. Tem desenvolvido um paradigma visual na abordagem às questões internacionais e globais que passa pela produção de documentários e etnografias colaborativas.

Publicações Salientes

Ferreira, Marcos Farias (2015). “The Visual Politics of Human Insecurities: Critical Research Methods for a Liminal Discipline”, in Đorđević, I., Glamotchak, M., Stanarević, S. e Gačić, J. (eds.), Twenty Years of Human Security: Theoretical Foundations and Practical Applications (pp. 53-62), Universidade de Belgrado e Institut Français de Géopolitique, Belgrado e Paris.

Ferreira, Marcos Farias (2015). “Post-Soviet Marshrutkas and Cassette Players: Wandering Around the Turkic and Persian Worlds of Central Asia”. Asfar e-Journal, 10.

Ferreira, Marcos Farias (2013). “Coping With the Lost Revolution: Memories of the 1970s and 1980s in Nicaragua”, in Resende and Budryte, (eds.), Memory and Trauma in International Relations: Theories, Cases and Debates (pp. 182-197). Londres: Rutledge.

Ferreira, Marcos Farias (2013). “A Ética da Investigação em Ciências Sociais”, Revista Brasileira de Ciência Política, 11, pp. 169-191.

Ferreira, Marcos Farias (2012). “Booth e Smith em Aberystwyth: A teoria serve sempre alguém e algum propósito”. Relações Internacionais, 36, 47-59.