Qualificações Académicas

Agregação em História, especialidade História Contemporânea, 2015 – Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Doutoramento em Sociologia na especialidade de Economia e Sociologia História, 2000 – Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Mestrado em Economia e Sociologia Históricas, 1992 – Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Licenciatura em História, 1981 – Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal.

Resumo Biográfico

Investigador do Centro de História da Universidade de Lisboa. Licenciado em História, foi cooperante em São Tomé e Príncipe de 1981 a 1987. Regressado a Portugal, em 1992, obteve o grau de mestre, em 2000, o de doutor em Sociologia pela Universidade Nova de Lisboa. Em 2015 obteve a agregação em História Contemporânea. Foi investigador auxiliar do Instituto de Investigação Científica Tropical, de Lisboa. Colabora com o Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL), com o Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto e  com o Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa. Publicou textos científicos sobre São Tomé e Príncipe e Cabo Verde em livros e em revistas nacionais e internacionais. Tem como principais áreas de interesse a história política africana, a história recente e a actualidade de Cabo Verde e de São Tomé e Príncipe.

Publicações Salientes

Nascimento, Augusto (2010), Histórias da Ilha do Príncipe, Oeiras: Município de Oeiras.

Nascimento, Augusto (2008), Atlas da Lusofonia. São Tomé e Príncipe. Lisboa: Prefácio.

Nascimento, Augusto (2008), Vidas de S. Tomé segundo vozes de Soncente. Cabo Verde: Ilheu Editora.

Nascimento, Augusto (2007), O fim do caminhu longi. Cabo Verde: Ilhéu Editora.

Nascimento, Augusto (2005), Entre o mundo e as ilhas. O associativismo são-tomense nos primeiros decénios de Novecentos. São Tomé e Príncipe: União dos Escritores e Artistas de São Tomé e Príncipe-UNEAS.

Publicações

Nascimento, A. (2015) "A Voz de S. Tomé: romper com a modorra vincando o cinzentismo? (1947-1974)", Estudos Ibero-Americanos, 41 (1), 58-78.

Nascimento, A. (2015) "A inelutável independência ou os (in)esperados ventos de mudança em São Tomé e Príncipe", In Fernando Rosas, Mário Machaqueiro & Pedro Aires Oliveira (orgs.) O Adeus ao Império, 40 anos de independências, (pp. 175-190). Lisboa: Nova Vega.

Nascimento, A. (2015) "São Tomé e Príncipe: da equivocada crispação anti-protestante no tempo colonial ao pluralismo religioso no pós-independência", In José Eduardo Francos & João Costa (eds.) Diocese do Funchal. A primeira diocese global. História, cultura e espiritualidades, (pp. 831-858). Funchal: Diocese do Funchal. ISBN: 978-989-99352-0-4.

Nascimento, A. (2013) "Das bancas de matraquilhos ao “campo dos caranguejos”, dos estádios aos terreiros: campos de jogos num espaço microinsular do tempo colonial ao pós-independência", Cadernos de Estudos Africanos, 26, 177-222.

Nascimento, A. (2012) "O associativismo feminino são-tomense em Lisboa: Uma questão de género?"

Nascimento, A. (2012) "Vectores políticos a montante da operacionalização da segurança em África", Revista Nação e Defesa, 131 (5), 11-26.

Nascimento, A. (2012) "A construção de São Tomé e Príncipe: achegas sobre a (eventual) valia do conhecimento histórico"

Nascimento, A. (2011) "Francisco Tenreiro, um paradoxal mas sugestivo legado", Téla Nón, 13 Janeiro.