Qualificações Académicas

Doutoramento em História Social, 1997, Universidade de São Paulo, Brasil.
Mestrado em História Social, 1991, Universidade de São Paulo, Brasil.
Licenciatura em História, 1982,  Universidade de São Paulo, Brasil.

Resumo Biográfico

Foi investigadora no Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), e o tema da sua pesquisa: RELAÇÕES BRASIL-ÁFRICA; ASPECTOS POLÍTICO-ESTRATÉGICOS, ECONÔMICOS E HISTÓRICO-CULTURAIS. Referência do projeto: PTDC/AFR/110095. Cursou a graduação, mestrado e doutorado na Universidade de São Paulo, tendo realizado parte de suas pesquisas em Lisboa, por ter sido agraciada com uma Bolsa de Estudos do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal. Tem experiência na área de formação de professores, tendo lecionado várias disciplinas na Pós-Graduação para os cursos de Didática para o Ensino Superior, Relações Internacionais, Gestão de Negócios, Pedagogia Empresarial e Gestão de Pessoas. Foi Coordenadora do curso de História na Faculdade Anhanguera de Taboão da Serra. Participa como professora convidada no curso: “Aspectos da Cultura e da História do Negro no Brasil”, promovido pelo Centro de Estudos Africanos da Universidade de São Paulo. É pesquisadora no Núcleo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares do Negro Brasileiro da Universidade de São Paulo e no Núcleo de Estudos em Liderança e Diversidade nas Organizações do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas da Universidade Presbiteriana Mackenzie. É autora dos livros: Lá vem o meu parente: as irmandades de pretos e pardos no Rio de Janeiro e em Pernambuco e Irmandades Negras: outro espaço de luta e resistência, ambos publicados em 2002 pela Editora Annablume e FAPESP e do Volume VIII da Coletânea Percepções da Diferença: Negros e Brancos na Escola, publicado pela Editora Terceira Margem. É membro do Conselho do Museu Afro Brasil Organização Social de Cultura, Sócia Efetiva do GELEDÈS – Instituto da Mulher Negra, Membro Titular do Arquivo Histórico e Geográfico de São Paulo, Consultora da Comissão da Verdade Sobre a Escravidão Negra no Brasil da Ordem dos Advogados do Brasil – Secional São Paulo e professora adjunta na Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Publicações Salientes

Quintão, Antonia Aparecida (2002). Lá vem o meu parente: As irmandades de pretos e pardos no Rio de Janeiro e em Pernambuco (Século XVIII). São Paulo: Annablume: Fapesp.

Quintão, Antonia Aparecida (2002). Irmandades Negras: Outro espaço de luta e resistência. (São Paulo: 1870-1890). São Paulo: Annablume : Fapesp.

Quintão, Antonia Aparecida. Professora, existem Santos negros? Volume VIII da Coletânea Percepções da Diferença: Negros e Brancos na Escola, publicado pela Editora Terceira Margem