África é um dos espaços de afirmação de Portugal no Mundo e, como tal, justifica iniciativas destinadas a proporcionar a reflexão e o debate sobre os múltiplos aspetos da prevenção e da resolução de conflitos e, com alguma ambição, a contribuir para prospetivar soluções abrangentes e integradas no âmbito da segurança e do desenvolvimento.

A Prevenção e a Resolução de Conflitos em África, no essencial, resulta de contribuições apresentadas na Conferência Internacional subordinada ao mesmo tema, que o Instituto da Defesa Nacional em parceria com o Centro de Estudos Africanos do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa, promoveu em 10 e 11 de Outubro de 2011.
Procurou-se ter presente uma abordagem necessariamente holística de uma violência estrutural e enraizada e, com aquela relacionada, a da necessidade de uma atuação política empenhada, sobretudo, em prevenir, mais do que em resolver conflitos. Firmada em que bases éticas e políticas? Será a questão a responder…

Importa provocar o diálogo aberto e descomprometido entre os vários interessados, atinente a conferir equilíbrio e fundamento às decisões políticas, pertinácia e discernimento às ações no terreno e a objetividade possível às enunciações dos académicos a quem cumpre particular responsabilidade no alargamento do horizonte da equação das perspetivas de paz e de segurança para África. É este o passo tentado no aprofundamento do nosso saber e do diálogo de que não nos podemos cansar.