Equipa

Samuel Aço, Cristina Salvador, Ester Massó, Eugénio Almeida, Teresa Aço, Alexandra Dias, Jordi Tomàs

Participant Institutions

CE.DO – Centro de Estudos do Deserto

Palavras-chave

deserto, Namibe, Angola, dinâmicas Espaciais, desenvolvimento local

Resumo

O objectivo principal é analisar as dinâmicas espaciais, sociais e económicas no deserto do Namibe (Angola).  Os objectivos específicos são: – Identificar e operacionalizar instrumentos de recolha, compilação, actualização e divulgação de dados sobre o deserto do Namibe; – Analisar as formas de fixação e apropriação do espaço em contexto natural adverso; – Estudar redes de comércio locais e suas ligações nacionais e internacionais; – Identificar as questões relativas à fronteira sul da província, com a Namíbia; – Investigar as estruturas, dinâmicas e transformações de carácter étnico; – Analisar as formas de organização social e os actores sociais envolvidos nas mesmas; – Estabelecer linhas de acção socioeconómica de desenvolvimento local, comunitário e provincial.

No âmbito da parceria estabelecida entre o Centro de Estudos Africanos do ISCTE e o Centro de Estudos do Deserto, o objecto de estudo deste projecto de investigação em Ciências Sociais é o contexto socioeconómico e espacial das áreas desérticas e semi-desérticas da província do Namibe e do município do Kuroca no Kunene. Dado o seu carácter científico, incide a pesquisa sobre as populações que habitam esta área, que se estima situarem-se entre os 2.500 e os 5.000 habitantes. Neste sentido, desenvolve estudos nas áreas social e económica, tendo como premissa as situações limite de subsistência e de sobrevivência em que se encontram estas populações. Neste sentido, as pesquisas pretendem dar conta das dinâmicas locais de adaptação a este tipo de habitat específico e, ao mesmo tempo, analisar as possibilidades e capacidades locais de desenvolvimento.

A linha principal de pesquisa socioeconómica sobre as populações dos desertos encontra-se subdividida em linhas de pesquisa mais específicas, incidentes sobre as seguintes questões: – a promoção do desenvolvimento local através da extensão dos serviços básicos às populações – saúde, educação – e da estruturação dos sistemas económicos locais tendo em conta as particularidades e as dinâmicas locais e tradicionais; – o aspecto fundamental, neste contexto, da gestão dos recursos naturais – em especial da água – e as inter-relações existentes entre os diversos níveis de actuação (regional, nacional, provincial, municipal, tradicional); – as relações e trocas (sociais, culturais, económicas) destas populações no contexto nacional e as dinâmicas de carácter internacional, nomeadamente no que diz respeito às relações transfronteiriças.

A partir destas questões, foi possível delimitar um estudo global, que inclui temáticas e abordagens pertinentes para o contexto das populações do deserto e para o contexto angolano em geral: a pobreza, as relações de género, o desenvolvimento sustentável, os processos de transformação socioeconómica. Os principais produtos previstos com a realização deste projecto incluem uma base de dados de informação (Namibe); o mapeamento etnográfico; o mapeamento de rotas comerciais; publicações (artigos, livros); conferências (organização e participação); produção de material audiovisual.
Relativamente aos dados, pretende-se criar uma base de dados global sobre o deserto do Namibe, contendo informação proveniente de diversas áreas do conhecimento. O CEDO e o CEA partilharão estes dados com a comunidade científica, actualizando-os regularmente. O CEDO terá ainda a capacidade de alojar nas suas instalações um centro de documentação específico, para o qual contribuirão diversas entidades. Estes dados serão disponibilizados especialmente aos investigadores mas também à comunidade, agentes de desenvolvimento, organizações diversas.

A investigação relativamente ao espaço pretende incidir sobre a informação de tipo qualitativo, geográfico e socioespacial que será recolhida com o recurso a diversos instrumentos e trabalhada de forma a criar mapas e cartas específicas, úteis para a investigação e também para outras entidades interessadas. Relativamente às redes comerciais, o estudo das redes comerciais é sobretudo de carácter qualitativo, recorrendo-se simultaneamente aos dados oficiais existentes.

Relativamente à fronteira, pretende-se analisar as dinâmicas e fluxos implicando relações transfronteiriças, de forma essencialmente qualitativa, recorrendo-se a entrevistas e inquéritos junto das populações na província. Em relação às etnias, este trabalho de investigação implica uma revisão das cartas étnicas existentes, confrontando os dados existentes com um levantamento de tipo qualitativo no terreno, o que implicará a realização de entrevistas a especialistas e a elementos da população da província. Relativamente à organização social, a investigação incide sobre o estudo das formas de organização social na província e implica uma abordagem de tipo qualitativo de estruturas e instituições existentes e das relações entre as mesmas. Abrange inquéritos e entrevistas às comunidades, representantes das estruturas do poder local e central, organizações não governamentais e sociedade civil.

Relativamente ao desenvolvimento, o projecto prevê a análise das dinâmicas de desenvolvimento local, baseando-se em dados de carácter oficial (planos, projectos de desenvolvimento) e oriundos das organizações não oficiais, integrando uma perspectiva comunitária do desenvolvimento (em termos objectivos e no âmbito das lógicas) que será identificada com o recurso a dados de tipo qualitativo e quantitativo.