No dia 19 de abril, no auditório J.J. Laginha, decorre a sessão deste mês do Pensar África. Desta vez contamos com a presença de Claudia Favarato, investigadora do Centro de Estudos Africanos do ISCSP-ULisboa.

A sua investigação debruça-se sobre as implicações políticas da prática de infanticídio numa região da Guiné-Bissau.
Certas etnias expõem as crianças com problemas no desenvolvimento, deficiências ou mesmo gémeos, a certos rituais que colocam a sua vida em risco. A investigação Claudia Favarato pretende saber como é que estas situações qual a implicação destas situações sobre as leis costumeiras das etnias aministas.

Participe nesta conversa. A entrada é livre.