Até ao próximo dia 30 de setembro, está aberta a fase suplementar de candidaturas ao Mestrado em Estudos Africanos.

Este ano letivo, o curso conta com um novo plano de estudos, dividindo-se em duas áreas temáticas – “Globalização e Política Internacional” e “Desafios e Programas de Desenvolvimento” –, com um tronco comum de 8 Unidades Curriculares (UC) e com a possibilidade de os estudantes escolherem UC optativas dentro da oferta existente em cursos do ISCTE-IUL. Há também UC optativas novas e criadas no âmbito deste processo de renovação: Diásporas Africanas, Migrações e Direitos e Estágio. O plano de estudos pode ser consultado aqui.

O Mestrado em Estudos Africanos do ISCTE-IUL é um dos mais antigos e prestigiados na Europa e nos espaços de língua portuguesa e está estruturado de modo a que os alunos adquiram uma visão compreensiva e interdisciplinar sobre as principais problemáticas e dinâmicas políticas, sociais, culturais e económicas de diversos contextos africanos e da diáspora. Para além da especialização científica nesta área de estudos, o curso tem um forte pendor formativo no âmbito de competências profissionais, abrindo a possibilidade da realização de um Estágio. É promovido pelo Departamento de Ciência Política e Políticas Públicas (DCPPP) da Escola de Sociologia e Políticas Públicas (ESPP) e tem como unidade de investigação o Centro de Estudos Internacionais (CEI-IUL).

Consulte mais informação sobre este curso e como pode realizar a candidatura.

 

Temas: , , , , ,